"Notícias" - 29/09/2014 - Lançamento da Pedra Fundamental


Lançamento da Pedra Fundamental
A pedra fundamental para a construção do Estaleiro Cassinú será lançada na manhã desta quinta-feira (25), durante solenidade no Complexo Logístico e Industrial Farol - Barra do Furado. A prefeita Rosinha participa do evento a convite dos empresários Antônio Santana, do Cassinú, e de Sérgio Rodrigues, do estaleiro Strong Manutenção e Reparos Navais que também participará da construção da planta naval no complexo. O empreendimento contará com marina para embarcações de recreio e escola técnica naval, conforme solicitação da Prefeitura. A planta industrial consta de estrutura para montagem de uma unidade de apoio off-shore capacitada para construção de módulos para plataformas de petróleo e embarcações de pequeno e médio porte. E ainda marina para dar apoio a lanchas, iates e escunas que navegam entre o Rio, Cabo Frio e Vitória. A marina será dotada de alojamento para pernoites e outras instalações que vão contribuir para fomentar o turismo de navegantes. — Na marina do Cassinú no Complexo Logístico teremos marina com alojamento, posto de abastecimento, restaurante e carreira para reparos também nas embarcações de recreio — informou Antônio Santana à prefeita Rosinha Garotinho, durante o convite para a solenidade. Escola técnica naval — Para dar oportunidade de trabalho com salários atraentes que o setor naval oferece, a prefeita já acordou entendimento com os empresários para instalar no local uma escola técnica naval. Conforme entendimento, inicialmente a escola terá cursos para construção de embarcações de recreio em fibra de vidro, modelador de fibra, pintor, abastecedor, soldadores, maçariqueiros, montadores e pintor de embarcação. De acordo com Antônio Santana, que atuou uma década no setor naval na África, as obras começam assim que saírem as licenças ambientais. Na primeira fase de construção serão gerados 150 empregos diretos. Na fase de operação do estaleiro serão inicialmente 800 e 1.600 empregos já na fase consolidada.

Veja o vídeo
 "Notícias" - 06/08/2012 - Estaleiro Goytacaz


Estaleiro Goytacaz
É a mais recente aquisição do Grupo Cassinú na cidade de Campos, o principal campo petrolífero do estado do Rio de Janeiro. Com uma área cobrindo cerca de 150.000 m², este majestoso e destacável empreendimento está localizado numa geografia privilegiada, com fácil acesso e ótimas vias de saída para o mar, rodeado por canais navegáveis, de modo que efetivamente não há obstáculos nas operações de tração de embarcações à terra firme (ou para os diques secos), bem como lançá-las ao mar (também das carreiras). Investimentos pesados e constantes estão sendo direcionados para bem breve colocarmos este estratégico estaleiro em plena atividade.

O arrojado e detalhado projeto prevê cada singular dependência necessária, cada acomodação, setor, variando desde galpões cobertos para abrigar oficinas completas contendo maquinário e ferramentas comuns e específicas, incluindo áreas seguras e protegidas que receberão almoxarifados para estocagem de materiais e equipamentos dos clientes, oficinas para equipamento e maquinário para serviço pesado. Ainda, o projeto está construindo diques secos em medidas e calados variados, que receberão pontes rolantes para içamento e posicionamento, carreiras, cais de atracação (equipados com ar comprimido, energia em 440/220/110V, sistema pressurizado de combate a incêndio, iluminação, escadas de acesso, água potável, etc.) com capacidade para mais de oito embarcações de tamanho médio e calado, heliporto, estacionamento, prédio para a brigada de combate a incêndio, cabina fechada para tratamento de chapas, contendo bombas de alta pressão para hidrojato, remoção de carepa e aplicação de primers, escritórios completos para a melhor conveniência dos clientes e sub-contratadas, acomodações para a tripulação da embarcação sob serviço, restaurante e outras facilidades, visando o Grupo Cassinú oferecer o melhor e diferenciado atendimento para fazer os nossos clientes sentirem-se confortáveis ao optarem por nossos serviços.

A reserva petrolífera de Campos é uma região de grandes atrativos aos investidores e carece de um estaleiro nesta grandeza e com produção capaz de atender embarcações e plataformas de petróleo e de processar milhares de toneladas de aço anualmente, através dos serviços de construção naval, reparos, remodelagem, montagem de motores marítimos e montagens a bordo, bem como instalação de outros equipamentos e sistemas especiais, como máquina do leme, linha de eixo, instrumentos de navegação e norteamento (radares, odômetro de fundo e agulha giroscópica, ponte integrada, navegador por satélite, eco sonda, etc.), manutenção, revestimento interno, etc.

Um pessoal treinado, experiente e certificado foi cuidadosamente escolhido e contratado e irá atuar numa escala de turnos dia/noite de modo a evitar quebra de continuidade no atendimento de qualquer natureza. Temos feito nossos melhores esforços na escolha dos profissionais para o grupo de produção (soldadores certificados, esmerilhadores, maçariqueiros, montadores). Ainda, uma vez que o Grupo Cassinú está envolvido e focado na Segurança, uma equipe de HS&E tem sido exaustivamente treinada para todos os tipos de prevenções e "surpresas", como situações de risco, procedimentos preventivos, salvamento e resgate, combate a incêndio e estará (a equipe) em prontidão e ação antes mesmo de o Estaleiro Goytacaz iniciar suas atividades.

Veja o vídeo das Instalações
 "Notícias" - 15/06/2011 - Miss Cassinú


Miss Cassinú será lançada ao mar em alguns meses.
A lancha, que deve estar na água muito em breve, possui equipamentos eletrônicos de navegação e segurança de última geração, tais como visão noturna, radar, sonda, plotter, piloto automático e GPS, todos interligados. Com dois motores de alta potência, monitorados por tela, cuja velocidade poderá alcançar 30 nós, com conforto e segurança em navegação, devido ao arrojado design hidrodinâmico e laminação de seu casco.

A embarcação, construída e projetada pelo estaleiro mede 52 pés, casco V modificado em gel coat iso/npg, com camada isolante armorguard contra osmose e laminada em tecidos compostos e resina isofitálica, com core Baltek em sanduíche, tem seu casco altamente resistente e muito leve. Dentre suas funções, a Miss Cassinú poderá ser usada no transporte de pessoas ou de pequenas cargas, em pesquisa, na remoção de doentes ou patrulhamento. É versátil, funcional, além de confortável. Projetada com acomodação de pernoite para dois tripulantes, possui banheiro completo, bar com geladeira, fogão, microondas e demais facilidades. As cabinas possuem ar-condicionado, poltronas reclináveis, tv e acesso à internet, para tornar as viagens mais agradáveis.

 "Notícias" - 04/05/2011 - Estaleiro 999


Estaleiro 999 - Cais está quase pronto. Investimento atrai estrangeiros.
A indústria naval brasileira vive um momento de recuperação após duas décadas de fortes tempestades. Isso se deve, em grande parte, aos investimentos realizados no setor de óleo e gás no país. E a previsão é de que o setor naval cresça o dobro em relação à indústria aeroespacial e a de eletrodomésticos nos próximos dez anos, o que tem atraído muitas empresas estrangeiras. O Grupo Cassinú, integrando-se a essa nova realidade, pretende se associar a investidores que queiram dar um aporte nos negócios e aproveitar os bons ventos para aumentar a produtividade. Assim, antevendo a diversificação do setor naval que sofre com falta de espaços para docagem e reparo das embarcações, o Estaleiro 999, que pertence ao Grupo, está terminando a obra do cais com extensão acima de 100m, com capacidade para receber embarcações de até 1000 toneladas, para realizar esses serviços e já há empresas interessadas em investir no empreendimento. Até o início do próximo ano teremos novidades.